Selecionado para prêmio internacional, filme cearense 'Motel Destino' desafia conservadorismo, diz Karim Aïnouz: 'liberdade e ousadia'

  • 14/04/2024
(Foto: Reprodução)
O longa disputa a Palma de Ouro, principal prêmio do Festival de Cannes. O g1 conversou com elenco de filme gravado inteiramente no Ceará. Confira trecho do filme cearense 'Motel Destino', que concorre a prêmio na França. 'Um filme que fala de vitalidade, antes de qualquer coisa. É visceral, desafia o conservadorismo'. As palavras são do diretor Karim Aïnouz sobre o longa-metragem 'Motel Destino', selecionado para a competição pela Palma de Ouro do Festival de Cannes, na França. O evento acontece entre os dias 14 e 25 de maio. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 Ceará no WhatsApp O filme é totalmente cearense: se passa em uma cidade fictícia chamada 'Pontal', tem elenco, produção e roteirista nascidos no estado - além de, claro, o próprio diretor Aïnouz, que é de Fortaleza. As gravações aconteceram em Beberibe, cidade do litoral do estado. Quem é do Ceará vai se identificar não só pelo sotaque, mas também pelas histórias complexas dos personagens, o ambiente solar, o humor, as músicas - garante Karim. Na trilha sonora, além de músicas originais, aparecem canções de artistas como Wesley Safadão, Aviões do Forró e João Gomes. Karim Aïnouz conversa com o g1 sobre o filme 'Motel Destino'. O longa conta a história de Heraldo, vivido por Iago Xavier. Para tentar se livrar de uma dívida, ele tenta um assalto a um banco, mas não tem sucesso. Busca, então, esconderijo em um motel de beira de estrada, onde conhece a personagem de Nataly Rocha, Dayana. Ela é casada com Elias, vivido por Fábio Assunção. O filme é inspirado em uma tradição de cinema noir, que traz suspense, perigo, crime e aventura. Ao mesmo tempo, tem elementos do cinema erótico da década de 1970, muito popular no Brasil, as pornochanchadas. “Ele bebe um pouco dessas duas fontes. Mas, em última instância, conta a história de amor entre dois personagens que estão à margem: um que está em situação de vulnerabilidade, fuga, e outra que está em uma situação tóxica. Eles conseguem, através do fato de que estão juntos, pensar numa possibilidade de liberdade", explicou Karim Aïnouz ao g1. 'Tesão represado' Karim Aïnouz durante as filmagens em Beberibe. Maria Lobo/Divulgação 'Motel Destino' marca o retorno do diretor Karim Aïnouz ao cinema brasileiro. No ano passado, ele também foi indicado ao principal prêmio do festival com "Fireband". Desta vez, Aïnouz concorre com nomes como Francis Ford Coppola, com "Megalopolis", e Yórgos Lánthimos, com "Kinds of Kindness". De acordo com Karim, o projeto de 'Motel Destino' estava em gestação há algum tempo. O roteiro é de Wislan Esmeraldo, também cearense, e estava pronto há cerca de seis anos. Em 2017 eles conseguiram um edital para produzir o filme, mas o processo foi cancelado. "Então, a gente parou de fazer, parecia um sonho interrompido. Durante os anos do governo (de Jair Bolsonaro, entre 2018 e 2022), estive fora. Todos os meus projetos do Brasil foram cancelados. Foi um momento violento para a cultura. Tinha vontade de filmar de novo no Brasil", relembrou Aïnouz. DNA cearense O filme, para o diretor, desafia o conservadorismo no Brasil e coloca o Ceará em cena. Filmado em 2023, 'Motel Destino' traz a intensidade de um Brasil pós-pandemia de Covid-19 e flerta com as particularidades dos cearenses - desde um humor ‘velado’ até o uso de expressões famosas no estado, como ‘fuleragem’. "Mais do que isso, acho que tem a maneira como a gente conseguiu captar a luz. Sabe aquela luz do Ceará que tem que fechar o olho de tão forte que ela é? Essa luz não é captada no cinema brasileiro, onde tem sempre uma luz meio doce, tropical, filtrada. O Ceará tem uma luz muito específica, meio cáustica, potente". O diretor conclui: "O filme vem com a força de um tesão represado. Vem com paixão, vontade de liberdade e ousadia, com vontade de experimentação. Ele vem como uma resposta e grito de alegria. É um cinema que pode voltar a existir de novo", refletiu Karim. 'Personagem muito real' Iago Xavier vive o protagonista Heraldo. Divulgação Para construir Heraldo, o personagem principal, o ator Iago Xavier conta que fez uma lista de semelhanças e diferenças com o rapaz. Morar perto do mar é uma das semelhanças que mais reflete na personalidade dos dois. "Nas duas listas tem coisas muito cearenses, como a gente mora perto do mar. Eu sou do Pirambu (bairro de Fortaleza ao lado do mar) e ele é de uma cidade fictícia do litoral. Outra coisa que imaginei é que ele é torcedor do Ceará", brincou o artista durante a entrevista. Ele acredita que o fator que mais vai fazer as pessoas se identificarem com Heraldo é que o protagonista passa por problemas reais de família, financeiros e amorosos. Iago ainda está surpreso com a indicação do filme para o prêmio Palma de Ouro. O ator se formou na Escola Porto Iracema das Artes. Essa é a primeira vez que trabalha com o diretor Karim Aïnouz e também seu primeiro longa-metragem. "Acredito que o Karim tem essa característica de fazer personagens bem reais, de pessoas que você encontraria na rua. Acredito que seja pela capacidade que ele tem de conhecer pessoas. Ele foi essencial para a construção do personagem, um melhor amigo", comentou com o g1. Do sertão ao litoral Iago Xavier, Fábio Assunção e Nataly Rocha em cena de “Motel Destino” Divulgação O roteirista cearense Wislan Esmeraldo dá detalhes sobre as mudanças da narrativa do filme nesses últimos anos. Ele conta que, inicialmente, o longa se passaria na região do Cariri, no sul do Ceará. A mudança para o litoral foi mais recente e, segundo ele, combinou com o astral solar do longa: "Era possível fazer isso dentro da narrativa que a gente estava construindo. Foi tranquilo o processo de adaptação. É uma história muito solar. Os dois personagens principais são muito cearenses e isso está no corpo, na fala, na jornada deles. Sobre o único personagem que não é do Ceará (vivido por Fábio Assunção), a gente traz essa questão de ele ser carioca no filme. As pessoas vão se identificar para além do sotaque", contou ao g1. Wislan passou de admirador do trabalho de Karim a parceiro profissional. Os dois trabalham juntos desde 2014. A ideia para o próximo ano é gravar o seu projeto 'O Rio', mas dessa vez com Wislan como diretor. Ele celebra a seleção para o Palma de Ouro e chama atenção para o incentivo à arte no Brasil: "Estamos conseguindo retomar (produção cinematográfica) e estamos com energia e paixão para fazer. A gente tem muitas histórias boas para contar, artistas talentosos no nosso Nordeste. Mas, sem dúvidas, ter um governo que fomente o audiovisual é fundamental. A gente tem nossa forma de contar nossas histórias, mas precisa desse empurrão", comentou. Assista aos vídeos mais vistos do Ceará:

FONTE: https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2024/04/14/selecionado-para-premio-internacional-filme-cearense-motel-destino-desafia-conservadorismo-diz-karim-ainouz-liberdade-e-ousadia.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 5

top1
1. Cobaia

Lauana Prado

top2
2. Cem Mil

Gustavo LIma

top3
3. Surto de Amor

Bruno e Marrone

top4
4. Refém

Dilsinho

top5
5. Pra Você Acreditar

Ferrugem

Anunciantes